domingo, maio 31, 2009

Besame mucho #2

Rossy de Palma e Pedro Almodovar no Festival de Cannes

Besame mucho

Pedro Almodóvar e Penélope Cruz no festival de Cannes

Relação marcante

Brad Pitt e Angeline Jolie no festival de Cannes

sábado, maio 30, 2009

O que se passou é que os outros foram muito melhores

Cristiano Ronaldo

"É uma das piores noites da minha carreira. Não consigo explicar o que se passou. Nós, os jogadores, não estivemos bem e as tácticas também não foram boas".

Cristiano Ronaldo comentando a derrota na final da Liga dos Campeões
Marc Torrent

sexta-feira, maio 29, 2009

Mexe com muita gente #2

Argumentaram os críticos que o valor de um salário deve ter em conta o valor acrescentado pela actividade de quem recebe esse salário. Porém, o argumento meritocrático tem limites, em primeiro lugar porque a concretização de decisões meritórias requer o trabalho de outros,(...)

Em segundo lugar, porque o sucesso de quem actua com mérito depende das condições colectivas que viabilizam essa actuação, o que significa que uma parte daquele valor acrescentado deve permitir não apenas a recompensa do mérito mas também a reprodução ampliada de tais condições.

Rui Pena Pires in O Canhoto

Mexe com muita gente

Segundo o Correio da Manhã da última terça-feira, “Bela Vista custa 1 milhão em subsídio”. O valor estimado corresponderia ao recebido por cerca de 275 famílias beneficiárias do rendimento social de inserção. É uma maneira de fazer contas.
Outra seria dizer que a Bela Vista custa 79% de um “mexia” por ano.
O valor obtém-se relacionando o total dos subsídios recebidos pelas 275 famílias com a remuneração recebida em 2008 por António Mexia, enquanto presidente executivo da EDP (o gestor português com o salário mais elevado em 2008): 1,26 milhões de euros.

Rui Pena Pires in O Canhoto

Barrabas?

Nem eu me sinto Pilatos, nem Oliveira Costa é Jesus Cristo.

Dias Loureiro comentando as declarações de Oliveira e Costa
in ionline

Investimento sem risco

Miguel Cadilhe esteve seis meses na presidência do BPN mas recebeu 10 milhões de euros em salários.
A comissão Parlamentar que investiga o BPN pondera a devolução do dinheiro, que acabou por sair dos cofres do Estado.
Cadilhe garante que só pediu aos accionistas o valor que perdia por sair do BCP.

in ionline

quinta-feira, maio 28, 2009

J

Messi, jogador de futebol do FC Barcelona

Ele [Messi] tem uma forma de jogar com um J muito grande

Luís Freitas Lobo comentando o jogo da final da liga dos campeões entre Barcelona e M. United
in RTP

Pontapeia-se?

"Oliveira Costa está caído e quando um homem está caído, não se lhe bate."

Dias Loureiro comentando as afirmações de Oliveira e Costa
in ionline

O sonâmbulo

"Não dorme, não descansa, ninguém o vê".

Estado de alma do director desportivo do S.L.Benfica in jornal i

quarta-feira, maio 27, 2009

O homem que é uma fachada

Cada dia, cada hora, cada minuto que passar até Manuel Dias Loureiro apresentar o seu pedido de demissão do Conselho de Estado degrada a qualidade da nossa democracia porque destrói a confiança dos cidadãos nas instituições da República. Dias Loureiro pode estar inocente. Mais: deve ser considerado inocente pois é esse o princípio basilar da Justiça, em que se tem de respeitar a presunção de inocência.

Contudo, em política, como na vida pública, o que parece é. E o que já foi ouvido a várias testemunhas que passaram pela Comissão de Inquérito, designadamente a pessoas como uma imagem de seriedade sólida, como António Marta, do Banco de Portugal, contradiz de forma tão clara, tão contrastante, os seus depoimentos que criou dúvidas que não se limpam com uma simples reafirmação de tudo o que disse.

José Manuel Fernandes, Editorial publico

Zangaram-se as comadres

Manuel Dias Loureiro, ex-ministro da Administração Interna de Cavaco Silva e membro do Conselho de Estado, mente quando diz que foi ao Banco de Portugal (BdP) para se queixar da gestão de Oliveira Costa. A afirmação partiu do ex-presidente do grupo SLN/BPN, José Oliveira Costa que adiantou que quem fala verdade é o ex-vice-governador do BdP, António Marta.

in publico.pt

sábado, maio 23, 2009

Haja alguém que diga a verdade

Marinho Pinto, no final da entrevista e visivelmente irritado, disse que "teria vergonha de fazer" o que Manuela Moura Guedes "faz todos os dias". O bastonário disse à jornalista que esta "podia fazer melhor jornalismo".
"Está aqui a fazer um julgamento, isto é péssimo jornalismo", afirmou. Marinho Pinto concluiu as acusações de mau profissinalismo defendendo que Manuela Moura Guedes deveria conhecer o código deontológico do jornalista.

in ionline.pt

quinta-feira, maio 21, 2009

Me, myself and I

"Quero agradecer a todas as pessoas que gostam de mim".

Cristiano Ronaldo nos Globos de Ouro da SIC,17mai09

quarta-feira, maio 20, 2009

Ranhosa ou ronhosa..eis a questão...

Afinal, numa família há sempre uma «ovelha ranhosa» ou uma «ovelha ronhosa»?
E qual a origem desta expressão?

Deve-se dizer uma «ovelha ronhosa», quer dizer, que tem ronha, que é uma doença, uma espécie de sarna que ataca alguns animais. Diz-se erradamente ranhosa por confusão com ranho.

A expressão «ovelha ronhosa» usa-se para referir depreciativamente alguèm não bem aceite num determinado gupo ou família.

Extraído de Ciberduvidas. Via Perguntas Sobre
Dedicado a alguns membros da família

terça-feira, maio 19, 2009

Diz-nos algo que não saibamos

O bastonário da Ordem dos Advogados (OA), Marinho Pinto, denunciou hoje, em entrevista à TSF, existirem “indícios de que alguns advogados ou alguns escritórios são quase especialistas em ajudar certos clientes a praticar determinado tipo de delitos, sobretudo na área do delito económico”.

in publico.pt

Aquele que se julgava Rei

"Se pudesse escolher um dia para morrer, esse dia seria hoje"

Cardeal Cerejeira em 1959 aquando da inauguração do Cristo-Rei
in Rtp

segunda-feira, maio 18, 2009

A ditadura da maioria #3

sou contra a existência do Bloco Central e independentemente dos protagonistas. O Bloco Central, PS mais PSD, representaria mais de três quartos dos eleitores, ou mesmo 80 por cento, o que quase aniquilaria um sistema democrático com partidos da oposição fortes.
O país seria governado por uma aliança fora da qual não existiria uma alternativa e isso não é bom.

Manuela Ferreira Leite entrevistada
in publico.pt, 16mai09

A vida badalhoca de Franco

Jornalista do El Mundo, apoiado no depoimento da neta do urologista do antigo ditador espanhol, afirma que o generalíssimo perdeu um testículo em consequência dos ferimentos sofridos na batalha de El Biutz
O jornalista, citando diversos autores de biografias de Franco, acrescenta que uma ferida daquele género poderia até ter deixado Franco estéril.
Nesse sentido, várias obras dão a entender que a filha do antigo ditador, Carmen Franco, nascida em 1926, seria na realidade filha do irmão de Franco, Ramon.

in DN
17Mai09

domingo, maio 17, 2009

foto: introvertevent

O papel dos curiosos

"... prevêm-se cerca de 300 mil fieis e curiosos a acompanhar as cerimónias do Cristo Rei"

in RTP

sábado, maio 16, 2009

foto: introvertevent

Sugere-se a mudança da residencia do PM para a Madeira

Alberto João andou calado durante as oito horas de Sócrates.

Extraído do diário i comentando a estadia do Primeiro Ministro na Madeira,16mai09

sexta-feira, maio 15, 2009

Há sempre alguém que diz não

Manuel Alegre está hoje reunido com os apoiantes do Movimento de Intervenção Cívica (MIC), tendo já comunicado que não está disponível para integrar as listas eleitorais do PS mas garantindo que ficará no partido.
Alegre justificou que não vai integrar as listas por uma questão de "coerência" e "consciência", porque as divergências que mantém com o PS são demasiado profundas, entre as quais referiu o Código do Trabalho.

in publico.pt

quinta-feira, maio 14, 2009

Alelluia

“A Santa Sé apoia o direito do seu povo à soberania de uma pátria palestiniana na terra dos vossos antepassados, segura e em paz com os seus vizinhos, dentro de fronteiras reconhecidas internacionalmente.”

Papa Bento XVI na sua deslocação à palestina

Avé!

“Num mundo em que as fronteiras estão cada vez mais abertas — ao comércio, às viagens, ao intercâmbio sociocultural —, é trágico ver que continuam a ser erigidos muros”

Papa Bento XVI na sua deslocação à palestina

Um Bloco Central permanente

Há muito que somos governados por um BC [Bloco Central] que não vai a votos mas domina a vida política e económica.
A simples hipótese de que não saia nenhum governo maioritário das próximas eleições, faz estremecer um poder económico habituado a desdizer o papel do Estado quando é para reforçar os direitos sociais, mas não sabe viver sem os negócios onde o Estado distribui os prejuízos pelos contribuintes e reserva lucros chorudos à mesma classe empresarial que suspira pelo casamento PS-PSD.

Helena Pinto in meia-hora

quarta-feira, maio 13, 2009

Não creio que a imigração seja um problema, é uma solução

A Europa sempre foi um lugar de mistura de povos e não pode, hoje, prescindir da contribuição que os imigrantes trazem.
Os sistemas de segurança social estariam em risco se não fosse a contribuição dos trabalhadores imigrantes. Só posso ser a favor de um modo positivo de encarar a imigração. Uma imigração com direitos que se sinta integrada na Europa.
Não creio que a imigração seja um problema, é uma solução.

Vital Moreira in i

Imoral #2

A indústria financeira que existe, em teoria, apenas como sector intermediário, “tentou tirar todo o lucro que o sector produtivo gerava”, o que conseguia através do seu monopólio financeiro, afirmou. Mas a crítica mais forte chegou quando se referiu à indústria que foi montada em torno das hipotecas de alto risco nos EUA.
Os bancos “descobriram que havia dinheiro na base da pirâmide de classes sociais e decidiram ir lá e trazê-lo para o topo”, acrescentando: “Os bancos apontaram para os mais pobres dos mais pobres”.

Joseph Stiglitz, o prémio Nobel de 2001 de visita a Portugal para participar nas Conferências do Estoril
in negocios.pt, 9mai09

terça-feira, maio 12, 2009

Imoral

O prémio Nobel da Economia teceu fortes críticas ao sistema financeiro ocidental, e em particular, ao norte-americano. O economista defende que os que dominam o sistema financeiro nos EUA tiveram como única preocupação foi fazer dinheiro sem qualquer sentido de moralidade. “É difícil classificar a depravação moral no nosso sistema financeiro”, disse.

Joseph Stiglitz, o prémio Nobel de 2001 de visita a Portugal para participar nas Conferências do Estoril
in negocios.pt, 9mai09



I just called to say I love you

Enquanto esteve [Cavaco Silva] em S. Bento só liguei para lá em três ocasiões excepcionais: no Natal, nos anos da Maria e nos dele. Nem nunca fui lá a casa sem ser convidada.

Manuela Ferreira Leite ao diário i
9mai09

segunda-feira, maio 11, 2009

Sherif de Nothingham

“Os bancos parecem ser como ladrões que pagaram caro aos polícias para irem dar uma volta enquanto roubavam e agora vêm dizer que a culpa é dos polícias”

Joseph Stiglitz, o prémio Nobel de 2001 de visita a Portugal para participar nas Conferências do Estoril
in negocios.pt, 9mai09



A esperança (ou a falta dela)

“Quando da reunião do G-20 sai a decisão de fortalecer o papel do FMI e do Financial Stability Fórum, que são as instituições que geriram mal as crises dos anos 90, não podemos ficar com muita esperança sobre a resolução da actual crise”

Joseph Stigliz, prémio Nobel da Economia em 2001, nas Conferências do Estoril.

A ditadura da maioria #2

(...) discordo absolutamente de que não havendo uma maioria absoluta, haja uma crise política.

Manuela Ferreira Leite
in Diário i, 9maio09

A ditadura da maioria

Não quero pronunciar-me sobre outro cenário que não a maioria absoluta do PS. A melhor garantia para a estabilidade é a maioria absoluta do PS.

José Socrátes in Jornal de Notícias
10mai09

sábado, maio 09, 2009

sexta-feira, maio 08, 2009

Bloco central alargado

Querem mais dinheiro os partidos? Pois claro. E não tiveram meias-medidas. Estamos a falar da duplicação do montante máximo que os partidos irão poder receber dos privados como contribuições dos militantes e an-gariação de fundos.
Tudo sob a desculpa de que a Festa do Avante rende ao PCP dinheiro que a lei não permite contabilizar. Mas o que podia ter sido uma excepção só para situações limitadas, converteu-se numa regra geral para todos. (
...) Este também é o bloco central.

Pedro Lombra in i

quarta-feira, maio 06, 2009

"Eu cá sou bom, sou muito bom, sou sempre a abrir"(*)

"Todas as mulheres desejaram um dia, ainda que secretamente, ser capa da Playboy"

Claudia Jacques, modelo e capa da Playboy Portuguesa
(*) Xutos e Pontapés
in DN

terça-feira, maio 05, 2009

Deve ter sido das caldeiradas

"Agora o futebol causa-me azia"

Valentim Loureiro, autarca e antigo presidente do Boavista e envolvido no processo "Apito Dourado"

domingo, maio 03, 2009

Não há moralidade e nem comem todos

Alberto João Jardim gastou em viagens "secretas" meio milhão de euros em 2008
Montante representa mais de um quarto do orçamento da presidência do executivo. Só uma viagem a Londres e Jersey custou 23 mil euros.

in publico

sábado, maio 02, 2009

Sinto que é sempre possível exigir mais de mim próprio. Mas isso é válido para toda a gente.
De cada vez que saímos da zona de conforto, passa a haver a possibilidade de descobrirmos a nossa verdadeira voz ou uma variante nova da voz que já temos.

Entrevista ao actor Nicholas Cage
in Meia-Hora