segunda-feira, janeiro 30, 2006

Amor é...

Amor é
Amor é
Amor é

Amar assim
no fundo de mim
é mais mais
demais
nada me satisfaz
até arder
até ao fim
um ser faminto
um oceano dentro pedindo
por mais e mais e mais
infinitamente mais
tudo o que o amor for capaz
até romper
até ao fim

habita alto divino
fundo consumindo
gota a gota
sopro e sangue
choro ou leite
eternamente
aperto fundo e profundo
dentro coruendo
pouco a pouco
queimando louco
para sempre

amor é tudo
amor é nada
amor é asas
amor é momento
amor é sede
amor é agua
amor é mundo
amor é alimento
amor é corpo
amor é água
amor é magia
amor é o vento

eternamente
eternamente...



Extraído de "Amor é" de Sara Tavares

3 comentários:

Elisa disse...

oh Homem, tu não andarás apaixonado? Se assim for, que bom!

casimiro disse...

oh mulher...apaixonado estou...por este disco da Sara Tavares. Chama-se Balancé.
Conto em breve tê lo aqui para audição. Espero que o possas ouvir. E espero que te possas render também aos seus encantos.
Não nos rendemos todos aos encantos poéticos (e não só)do amor?

Posso deduzir deste comentário que alguns dos teus post passados revelavam algum "desencanto" amoroso..? Enfim..não é obviamente para responder..

Um Beijo Elisa

pontedetedio disse...

Nada de desencantos. Cansaço, às vezes. Vou ouvir o disco.