sábado, março 18, 2006

You are my Lord

A meio da noite, no Hotel des Saint-Pères, ele diz-lhe:
-Parto depois de amanhã para Argel. Tens vinte e quatro horas para decidiri se queres vir comigo.
- Não preciso de tanto tempo, eu vou.
- Gostava que fosses a minha castelã, a dama de vitral que me espera no belvedere. Gostava de ter para ti um grande quarto de paredes brancas, um quarto antigo num castelo antigo. Era aí que gostava de te fazer um filho.
E então, ela diz:
- You are my Lord, you are my master.
E ouvem-se os galgos, os cavalos, as trompetas.
- "Sobre um lençol mordido por flores com água" diz ele recitando Herberto Helder, "sobre um lençol mordido por flores de água".
Romance "Rafael" de Manuel Alegre

1 comentário:

sara disse...

E pronto! Se ainda houvesse dúvidas, com este excerto fiquei ainda mais convencida de que tenho de o ler.